sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Resenha - O Sonho de Eva

"Será que não trazemos para nossas vidas os ecos de nossos sonhos?"

O Sonho de Eva
Autor: Chico Anes 
Editora: Novo Conceito
Páginas: 304
Ano: 2012
Resenha por: Laís Rodrigues

Sinopse:
 Dra. Eva Abelar, autoridade mundial em sonhos lúcidos, é informada de que seu filho, Joachim, uma criança autista, desaparece na mesma noite em que sua irmã, Anna, pula do 20º andar de um edifício em São Paulo. Anna era a principal cientista do projeto DreamGame, invento revolucionário que permite à pessoa jogar enquanto dorme. Eva é convidada por Yume a assumir o lugar da irmã e, à procura de respostas, se envolve em uma trama perigosa, que alcança os limites dos desejos inconscientes do homem. Enquanto usa seus conhecimentos para desvendar a morte de Anna e reencontrar Joachim, Eva descobre o quanto a sociedade está vulnerável à tecnologia e aos estímulos subliminares, e como esses estímulos podem sequestrar a liberdade e extinguir o livre-arbítrio.

Você já teve a sensação de saber que estava sonhando? Já desejou poder controlar seus sonhos e realizar seus maiores desejos por meio deles? Para Eva Abelar, uma psicóloga especialista em sonhos, isso é possível após muito estudo e treino, sendo tal fenômeno chamado de sonhos lúcidos.

Chico Anes conta a história da bela e bem sucedida Eva, que está em busca de seu filho autista desaparecido exatamente no mesmo dia em que sua irmã se jogou da sacada do prédio. Ela conta com a ajuda de seu amigo e ex-namorado Alec, um psiquiatra que busca na loucura de um dos seus pacientes as chaves para ajudá-la.

A narrativa é em terceira pessoa, porém muda para primeira quando uma personagem está sonhando, o que faz com que possamos sentir exatamente o que se passa naquele exato momento. O autor faz uso da língua portuguesa com maestria e floreia a história sem perder o rumo ou a ponto de deixá-la monótona.

A trama é eletrizante desde o início, afinal, começar um livro com assassinato e sequestro é pedir para que os leitores devorem o restante das páginas. Ela segue com muita emoção, intercalando momentos de ação com investigação científica, mas sempre deixando um gostinho de ‘preciso continuar’ ao final de cada capítulo.

O tema principal do livro parece bem surreal, mas é superado pela narrativa. É de se relevar até os poucos momentos mais absurdos em troca de um suspense bem construído.

Chico explora as personagens ao longo da história e cada uma tem seu momento revelador, sendo que ‘primeira impressão’ não se aplica neste livro. Particularmente, a minha opinião sobre as personagens secundárias foi mudando com o decorrer dos fatos, quando elas foram aos poucos se revelando.

A tranquilidade que Eva consegue manter na busca pelo seu filho soa estranha. Ela tem um primeiro momento de desespero (como qualquer mãe), mas depois se controla como uma lady para buscar o menino. Acredito que qualquer mulher normal já teria enlouquecido nesse caso!

Por fim, Chico Anes nos trouxe uma obra excelente, um suspense digno de ser lido, elogiado e destacado pela literatura brasileira. O Sonho de Eva merece atenção pelos leitores sedentos de um bom livro nacional.

Laís Rodrigues

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante. ^^