terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Resenha - Cerberus: Entre Cobras e Ursos

"No início, Renan não entendeu o porque daquilo, mas a verdade veio como um coice em sua mente."

Cerberus - Entre Cobras e Ursos 
Autor: Leonardo Monte
Editora: Novo Século
Páginas: 464
Ano: 2011


Sinopse: 
O terror está instituído pela fome, pela doença e pela miséria humana... A esperança como uma vela de pavio curto... morrendo... aos poucos. Canibais, Calabans, Mordecais, Pashits, Ankh-o-rus, Beliahs, Banshees, licantropos e toda sorte de criaturas que antes só existiam em nossos mais terríveis pesadelos vagam pela Terra indiscriminadamente... destruindo, aterrorizando... e, às vezes, até convivendo conosco em uma relação de total dominância... Cidades viraram ruínas... As pessoas voltaram a viver em vilarejos e feudos, sem um poder central, servindo a governantes tiranos e sanguinários que as exploram cada vez mais e mais... O medievo voltou... A era das trevas flagela novamente a Terra... A humanidade está a ponto da extinção... Em um ato de desespero, o Vaticano decidiu criar em diversos lugares do mundo as Academias de Caçadores... No Brasil criou-se a Cerberus... Nesse sombrio lugar, dominado pela fé cega e padres ortodoxos, corredores escuros e úmidos, luz de velas e treinos sangrentos, calabouços e forcas, encontraremos alguns de nossos personagens: crianças doadas em suas primeiras semanas de vida para transformarem-se em caçadores de extraplanares... Passarão oito anos de duras provações até sagrarem-se dignos... ou perecerão no caminho? Os fracos não servem a Cerberus... Você está preparado? 

Oi Pessoal,

Em um Brasil pós-apocalíptico, onde só os fortes e perseverantes sobrevivem está a Cerberus, uma escola que se propõe a ensinar a arte da guerra.
O que seus alunos terão que combater? Toda sorte de seres que antes habitavam o imaginário das pessoas: vampiros, demônios, fantasmas, metamorfos, lobisomens, canibais, humanos sacanas, bichos-papão e derivados.

O Ponto fraco da história é não explicar o que houve com o mundo para que chegasse neste estágio, onde absolutamente tudo é escasso, não existe tecnologia, o controle de natalidade é rigoroso, a humanidade entrou em processo de extinção e voltou a viver no sistema feudal. No período em que o livro acontece não existe nenhuma pessoa que tenha conhecimento suficiente para explicações e também não há registro histórico documentado. E posso afirmar que está é a pergunta mais perturbadora de toda a leitura, o que aconteceu com o mundo?  Não haverá resposta, pelo menos não neste volume da série.

A Obra apresenta uma leitura rápida e empolgante. A narrativa em terceira pessoa é objetiva, não apresenta repetitividade e é bem eloquente.
A quantidade expressiva de palavrões usado no texto pode vir a incomodar os leitores mais conservadores.  

Há descrições tão realísticas e fortes que a sensação de estômago embrulhando é um fato. São detalhadas com precisão, sem aduzir firulas ao texto.

Uma característica constante na história é a amizade, como os personagens precisam sobreviver fora dos muros da academia, são motivados a montar grupos com habilidades diversas, praticamente uma campanha de RPG (Role Playing Game). E o que mantém esse grupo unido nos momentos de maior dificuldade é a força da amizade e lealdade.

Os personagens possuem características psicológicas definidas, marcadas e diferentes entre si. Cada qual tem atitudes compatíveis com sua personalidade.

O diferencial desta obra é a existência de vários enredos, como se o escritor tentasse abranger todas as histórias no mesmo exemplar, por este motivo creio que faltou um pouco de aprofundamento em algumas questões, mas Leonardo Monte finalizou bem todos os pontos.

As referências do autor são bem explícitas, como Stephen King e André Vianco, mas ainda assim havia uma mascarada entre elas. Não há como não comparar o Torneio Tribruxo que acontece em Harry Potter e o Cálice de Fogo com um evento na Academia Cerberus, mas de forma alguma esse aspecto foi negativo para a obra.

Leonardo Monte é uma grata surpresa para a literatura nacional e possui grande potencial de crescimento no mercado editorial. Sua obra merece a devida atenção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante. ^^